Nosso passado...


E lá fui eu te disser tudo que sentia por você. Você ficou surpreso depois de ouvir e disse que não queria me magoar e que você gostava de outra pessoa, mas que sempre iríamos ser amigos e você faria de tudo para eu me sentir bem. É, eu sabia que você gostava de outra pessoa, fui a primeira a saber ou melhor a descobrir né, lembra? Eu torcia por você, porque eu sabia que isso iria te deixar feliz e tudo que eu mais queria era ver você feliz. É, eu acreditei em você quando você disse que nós sempre seriamos amigos, lembra que você disse isso? Eu torcia para que isso desse certo.

É, só de você me disser que faria de tudo para eu me sentir bem e não sofrer por causa de você - por mais impossível que seja -, eu me senti bem. Isso mesmo, eu me senti bem naquela hora: você me reconfortou, eu desabafei e você sabia tudo o que eu sentia e você continuou ao meu lado. AH, por mais impossível que seja, eu estava feliz, só o fato de você continuar sendo meu amigo, só o fato de você estar ao meu lado, só o fato de poder tocar em você, só o fato de você me reconfortar sempre e só o fato de você continuar a contar seus segredos para mim isso me deixava feliz, continuarmos tendo “nossa vida normal”. E eu tinha esperanças que ainda podíamos dar certo, você dizia que até gostava de mim, que eu era legal e ficava me elogiando, além disso eu ficava ouvindo e lendo algo do tipo “o amor mais lindo é aquele que começa de uma grande amizade” isso alimentava minhas esperanças - e você nem imagina o quanto - então, me iludi. É, iludi.

Mas. Infelizmente vem esse mas, você começou a me magoar, você começou a se afastar de mim, você começou a me ignorar, você começou a não querer conversar comigo e você deixou de ser meu amigo e eu tentei lutar contra isso, eu tentava normalizar nossa amizade… Um dia fui fazer cócegas em você - eu vivia fazendo em você - e você simplesmente disse “Não encosta em mim!”. Nossa, isso foi como uma faca enviando em meu coração, na verdade, isso foi uma faca enviando em meu coração. Depois disso eu chorei, chorei, chorei. E desisti de lutar por você, eu deixei você se afastar por completo, porque você não era mais o meu amigo. Hoje, você nem sequer me dá um “oi” e o que sobrou de toda a nossa amizade - e do meu amor - foi lágrimas, um coração partido e lembranças - isso da minha parte, porque da sua acho não sobrou nada.

Eu fico me perguntando se você senti minha falta e se arrepende de ter se afastado de mim, eu fico me perguntando se você afastou de mim porque eu gostava de você mais do que amigo, porque eu o desejava. Eu não sei das respostas, mas sei que se eu pudesse voltaria ao tempo eu tentaria fazer diferente, não sei bem o que mudaria, porém, eu faria de tudo para ter o seu abraço, para ter o seu sorriso, as suas conversas, o seus momentos e os seus sentimentos. Eu faria de tudo para ter você de volta e como meu melhor amigo.

0 comentários:

Postar um comentário