No momento não sinto nada!




Sempre teve alguém para encher meu coração. E para parti-lo também. Mas ultimamente não há ninguém... Ele está vazio, quando vejo o alguém ele bate normal, quando penso no alguém ele continua a bater normalmente como se fosse um pensamento qualquer. Não existe mais aquele nervosismo, coração a mil, falta de fala, etc. Será que ele cansou de ser quebrado?

“Oh! Doce coração, estou preocupada, você sempre escolheu alguém... E agora... Nada. Estou livre para – finalmente – escolher? Não, não quero escolher. Quero apenas sentir! Sentir um carinho especial por alguém, quero sentir as nuvens aos meus pés, um toque eletrizante... Quero sentir o amor.

Quando estamos apaixonados e de corações partidos, achamos que não sentir nada é o melhor. Mas, acredite, sentir nada é muito chato!  As inspirações se vão e os sonhos doces e românticos não nascem mais. Os desejos de querer lutar para estar ao lado de alguém se vão, junto com a maioria dos outros desejos que ligam duas pessoas (você e mais alguém).  Sim, claro, como tudo, tem o lado bom: não sofremos e não iludimos! Mas...

Quando nos apaixonamos o mundo fica tão belo, parece que há sol em todos os lugares, sentimos bem ao sorrir. Mesmo quando nossa paixão não é correspondida, tem o seu lado bom. Você tem alguém para pensar, para tentar fazer bem e para lutar por ela. Você tem algo para sentir, um sorriso para admirar e uma lágrima pra limpar – ou pelo menos tentar ou ajudar a limpar.

“Oh! Querido coração, volte a encher, por favor. Mas enche-se de um amor por alguém que mereça, alguém que valha a pena. Porém... Pensando melhor... Não precisa ser agora não, tenha calma! Faça a escolha certa. Pense bem... Estou colocando em suas mãos, coração.  Eu confio em você.  Ah! Quando escolher, me encha de felicidades e sonhos, me encha de sentimentos. Me encha, querido coração: me encha de amor!” 

Ana Cristina Rocha 

0 comentários:

Postar um comentário