Salvação de um baile


 

Em um baile de escola, casais apaixonados dançam juntos, coladinhos um no outro, ao som de uma música calminha. No canto do ginásio, um grupo de amigos olham para a cena com um olhar de nojo e vários pensamentos desagradáveis passam na cabeça de cada um. "Cadê a diversão?", eles cochicham entre eles.

A música romântica - finalmente para o grupo e infelizmente para os casais - acaba. Começa então uma música bem agitada. Os casais se separam e dançam de uma forma “comportada”, já o grupo começa a gritar, e se aglomeram no meio da pista. Eles empurram os casais sem dó, e formam duas fileiras, de um lado as meninas e do outro os meninos.

Os meninos começam a dançar de uma forma totalmente estranha, as meninas riem, batem palmas e começam a dançar igualmente. Eles se agrupam no meio, se separam quase que ocupam toda a pista. Vários dançarinos zombam e vários reclamam, mas eles não ligam: agora é o momento deles.

Confesso que a cena é muito engraçada; braços e pernas voam por todo lado, gritos de felicidade saem de seus lábios. A festa de uma hora pra outra ficou ótima, eles não tem mais o que reclamar. Muitos achavam ridículos, mas ao pouco, outras pessoas entraram no ritmo deles. Mais braços, mais pernas e mais gritos aparecem pela pista.

Então chega o final da música o grupo olha ao redor deles, todos estavam dançando freneticamente, assim como eles, as pessoas não estavam se importando de que aquilo era pura idiotice e uma grande bizarrice. "Isso que é baile bom!", pensavam eles, todos dançam, todos de divertem e o mais importante: de uma forma igualmente.

Então a próxima música começa, e adivinha: uma outra melosidade. Os casais não se importam e lotam a pista com abraços e beijinhos, “uma cena que dá até vontade de vomitar”. Parecia que ninguém se lembrava de alguns segundos atrás e a Turma Animada fica revoltada, será que ninguém percebeu que música legal é a que todos dançam? Mas ninguém nem prestavam atenção neles, afinal, eles eram apenas 6: 3 meninas e 3 meninos. Assim, eles arrumaram uma solução. Cada um pegou o seu fone de ouvido que havia no bolso e bolsa de cada – uma coisa incomum afinal, eles estavam em um baile, não é? –, colocaram a música no último volume e foram para o meio da pista.

No meio de uma pista de dança, ao som de uma música "melosa" com vários casais apaixonados ao redor, um grupo de amigos dançam loucamente. Claro, ninguém entendia, era uma cena bizarra, a dança deles não batia com a música do local. E assim eles dançaram a noite toda. Fim.

Ana Cristina Rocha

2 comentários:

  1. Participe você também do ''Look da Leitora'' . Ficarei esperando :))

    http://msthaiisaalves.blogspot.com.br/2013/02/look-da-leitora-estreia.html

    xoxo,Thaísa Alves !

    ResponderExcluir
  2. adorei seu blog, poderia seguir o meu
    ?sweetlike16.blogspot.com.br

    ResponderExcluir